22 agosto 2005

Mãe és tão linda...

Em Dezembro, depois da separação, que havia sido recente (Agosto), pelo menos para o conhecimento do meu filho.
Jantavamos os dois já sozinhos em casa.
Comiamos na cozinha, o silêncio reinava, acho que estávamos os dois compenetrados nos nossos pensamentos, eu possivelmente a pensar nas contas, como de costume e ele... pensava eu, distraído com qualquer coisa... possivelmente, com o Natal à porta, a pensar na lista de brinquedos que me iria apresentar.
De repente, sinto-me observada, olho, e vejo que o meu filhote estava a olhar para mim, muito sério, mas quando digo sério, era sério mesmo, do tipo, quase espantado.
Perante tal olhar, quase inquisidor, perguntei:
- Querido o que é?
- Mãe tu és tão linda...
(fiquei especada a olhar para ele, não que me ache feia, mas aquelas palavras soaram com uma profundidade tal...)
- Obrigada, querido (respondi, comovida)
- Porque é que não tens namorado? Ó Mãe eu já namoro!

2 comentários:

Tão só, um pai disse...

Ah ... no outro dia disseram-me que estava com bom aspecto ... e que queriam mais um irmão e outra irmã. Por isso, que me despachasse em arranjar uma namorada ... Á socapa, lembrei-lhes que a mãe também poderia adoptar um bébé, e eles poderiam, também, ajuadar a criar e a educar ...

Misty disse...

O teu filhote sabe do que fala!
;º)